segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Sintomas da Azia.

17:54




Azia é uma sensação de ardor no estômago. Na maioria dos casos, alguns dos sucos digestivos do estômago saem do estômago para o esôfago (tubo entre a boca e o estômago). Isto é o que chamamos de refluxo. Estes incluem sucos de ácido clorídrico, que é um ácido bastante poderoso. É utilizado na indústria na limpeza de metais. Quando ele entra em contato com o esôfago, faz a parede arder. Normalmente, o músculo do esfíncter esofágico fecha e previne os ácidos estomacais de serem empurrados para cima.



SINTOMAS: Sensação de ardor ou queimação no estômago ou no peito.
Queimação, ou azia, pode ser causada pelo consumo excessivo de ácidos ou frituras, álcool, café, alimentos picantes, chocolate, ou apenas devido a grande quantidade de comida no estômago. Frutas cítricas ou alimentos à base de tomate podem causar azia em algumas pessoas.


Outros fatores que podem contribuir são hérnia de hiato, alergias, stress, problemas na vesícula biliar e deficiências enzimáticas.



TRATAMENTOS NATURAIS
• Imediatamente beba um copo grande de água. Isso ajudará a lavar o HCL a voltar para baixo e a diluí-lo.

• Beba suco de batata crua, descascada.

• Não se deite. Permaneça na posição vertical, de modo que a gravidade possa ajudar a empurrar para baixo o HCL e mantê-lo lá. Mais tarde, quando você se deitar, eleve a cama na cabeça cerca de 10 centímetros (pode ser colocando um calço abaixo do pé da cama).

• Evite muito esforço; se você tiver que levantar algo, dobre os joelhos. Evite comprimir o seu estômago quando você tem azia.

• Comer balas relaxa o inferior do esôfago, assim o HCl pode ir mais facilmente para dentro do esôfago.

• Não beba nada cafeinado, pois vai irritar ainda mais o esôfago. A cafeína relaxa o esfíncter, então o conteúdo estomacal pode mover-se para cima. A fumaça do tabaco também relaxa o esfíncter. Estrógenos relaxam também.

• Beber leite podem dar uma boa sensação ao descer, mas incita o estômago a secretar mais ácido.

• Bebidas efervescentes expandem o estômago e torna mais provável a subida do HCl para a canalização.

• Alimentos gordurosos e fritos depositados no estômago por um longo tempo faz aumentar a produção de HCl. Evite a carne e produtos lácteos.

• Os antidepressivos e sedativos agravam a azia. A aspirina e o ibuprofeno provocam azia.

• Antiácidos apenas mascaram os sintomas. Eles também contêm alumínio.

• Evite o stress, pois ele também aumenta a produção de HCl.

• Desaperte o cinto ou, melhor ainda, use suspensórios.

• Não coma dentro de 2 1/2 horas antes de deitar. Se o fizer, isso pode não só pode causar azia mas incitar ataques cardíacos também.

• Coma mais vegetais crus, mastigue bem a comida e coma lentamente.

• Angina e infarto são as duas condições muito perigosas. Um dos primeiros sintomas é aquilo que parece ser uma azia. Cuidado.

INCENTIVO: Você pode viver melhor. Foi Deus quem criou o seu corpo e Ele sabe exatamente o que é melhor para você agora. Converse com ele, peça Sua ajuda e confie!



Fonte do artigo: Portal Natural



segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Princípios para uma alimentação saudável.



Preparamos uma lista com 15 princípios para uma alimentação saudável, especialmente para você!

  1. Faça três refeições ao dia em horários regulares, com intervalo de 5 horas entre cada uma, no mínimo;
  2. Aprenda a relaxar antes das refeições e evite comer com ansiedade;
  3. Coma devagar, mastigando muito bem e saboreando os alimentos;
  4. Tome 6 a 8 copos de água por dia, nos intervalos das refeições.;
  5. Evite tomar líquidos durante as refeições. Respeite o intervalo de 30 minutos antes ou 2 horas após, para evitar a distensão do estômago e a diluição das enzimas digestivas;
  6. Inicie o almoço pela salada crua com temperos naturais como limão, alho, cebola e ervas aromáticas;
  7. Inicie o desjejum e o jantar pelas frutas;
  8. Reduza a quantidade de óleo no preparo dos alimentos;
  9. Substitua as frituras por alimentos assados e cozidos;
  10. Prefira alimentos naturais e integrais, evitando os refinados e processados;
  11. Priorize o consumo de Frutas, Verduras e Legumes;
  12. Procure variar os alimentos no seu dia a dia, fazendo um prato colorido;
  13. Use sal com moderação. Evite usar o saleiro à mesa;
  14. Evite bebidas alcoólicas;
  15. Evite o café e bebidas que contenham cafeína (refrigerantes, chá mate, chá preto, chá verde, chocolates, etc).





sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Causas da infecção no útero

21:25

A infecção no útero é uma doença no sistema reprodutor da mulher provocada pela presença de microrganismos, como vírus ou bactérias, que atinge o colo do útero ou a parte mais interna do útero. Normalmente atinge mulheres sexualmente ativas e, que e pode provocar sintomas, como:
  • Corrimento constante, com mau cheiro, de cor branca, amarelada, marrom ou cinza;
  • Sangramento vaginal fora do período menstrual;
  • Dor durante a relação sexual ou logo depois;
  • Dor na barriga, com sensação de pressão;
No entanto, nem todas as mulheres com infecção no útero apresentam todos os sintomas e, além disso, existe a possibilidade de se estar com uma infecção no 
útero e não apresentar nenhum sintoma, como pode acontecer na cervicite, 
que é a inflamação no colo do útero.

Geralmente, a inflamação no útero não é grave, porém, pode propagar-se para outras regiões, como ovários e trompas, podendo levar ao desenvolvimento de doença inflamatória pélvica.

Causas da infecção no útero
A infecção no útero pode ser causada por diversos motivos, como:
  • Doenças sexualmente transmissíveis, como HIV;
  • Infecção pelo vírus HPV;
  • Contacto íntimo com múltiplos parceiros sexuais;
  • Não usar camisinha em todas as relações sexuais;
  • Falta de higiene íntima;
  • Uso de produtos químicos ou sintéticos, como látex;
  • Lesões na vagina causadas pelo parto;
  • Duchas vaginais frequentes;
  • Infecções frequentes da vagina;
  • Utilização de roupas justas.
Além disso, pessoas com sistema imune mais fraco, como pacientes com diabetes ou HIV, têm maior chance de desenvolver infeções.





Tratamento para infecção no útero: O tratamento para infeção do útero deve ser orientado pelo ginecologista e, normalmente é feito com antibióticos, antivirais ou mesmo anti-inflamatórios, como Gynopac, Gynotran ou Gyno-iruxol, por exemplo.

O tratamento deve ser feito pela paciente e pelo seu parceiro e, pode ser feito através da toma de comprimidos ou da aplicação de creme ou óvulo diretamente na vagina.

Além disso, em alguns casos, pode ser necessário fazer cauterização, além de ser fundamental usar preservativo em todas as relações, para evitar a recontaminação.

Autor do texto: Dra. Sheila Sedicias - Médica ginecologista e mastologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco com registro profissional no CRM PE 17459.

Fonte do artigo: Tua Saude.com


Bjs meninas!!!  

Irismar Oliveira 

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Descubra a causa do seu estresse.

13:22
Fatores Estressantes

Para controlar o seu estresse, é importante que você descubra as causa. Quais são mesmo os seus fatores estressantes. Eles dividem-se em 

Fatores estressantes tangíveis: De fácil distinção e descrição e têm origem no mundo técnico, econômico, físico ou profissional e são : Calor, luz, frio, transito, saúde, ferramentas, poluição, finanças, impostos, prazos, interrupções, desordem. carga de trabalho, salário, acomodações no trabalho, em casa, condições de habitação, tempo de espera, demanda de qualidade, falta de informação.

Fatores estressantes intangíveis: São emocionais, e têm origem no mundo das relações humanas, atitudes e comportamento e são: desapontamento, questões de consciência, tramóias, ciume, lutas pelo poder, diferença de valores, normas e regulamentos, problemas de cooperação, violação de contratos, incapacidade de agir.



Se um ou mais destes fatores tangíveis ou não o influenciar negativamente em casa ou no trabalho, identifique-os e opte o que fazer com eles(s): Remova-os; reduza seus efeitos negativos; ou aprenda a conviver com ele(s). Só assim você poderá agir eficazmente e solucionando grande parte dos seus problemas.


( Fonte do artigo: Guia interativo da qualidade de vida de Sérgio Castro)

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

A importância dos exercícios respiratórios.

10:55

Alguns anos atrás quando fui fazer alguns exames ao passar pelo o cardiologista ele falou sobre a importância dos exercícios respiratórios no nosso dia-a-dia. Hoje quero compartilhar com você os benefícios dos exercícios respiratórios, ok? 

Sabia que ao inspirar e expirar você reduz a irritabilidade e refaz a proteção do sistema imunológico? Não? Então, fique por dentro dos benefícios dos exercícios para respiração já!

A maneira como inspiramos e expiramos influencia desde a circulação até o sistema imunológico. Confira como sua saúde responde a essa prática consciente.

1. É relaxante: Esta é a primeira sensação que sentimos ao praticar a atividade. Afinal, ao concentrar-se na respiração você se desliga por alguns instantes do movimento ao seu redor e dedica-se apenas ao ato de puxar e soltar o ar. Para intensificar esse efeito expire pelo nariz por três segundos e expire, também pelo nariz, em seis segundos ou mais, conforme sua capacidade.

2. Sistema nervoso tranquilo: Atente-se a este item, pois a respiração pode tanto ser benéfica quanto causar desconforto. O exercício tende a aumentar a ansiedade se o esforço inspiratório for muito elevado, por isso vá com calma. Para relaxar, aumente o tempo expiratório e, se faltar concentração, aumente a pausa, mantendo o ar preso nos pulmões por mais tempo.

3. Uma boa noite de sono: O médico e pesquisador americano, Andrew Weil, desenvolveu um exercício respiratório, chamado 4-7-8, que induz ao sono. Para isso você deve inspirar pela boca por quatro segundos, segurar a respiração por sete segundos e expirar por oito segundos. Com até dez repetições é possível se livrar da insônia.

4. Imunidade mais forte: Passar por situações diárias de estresse é como quebrar a barreira do sistema imunológico, criado pelo nosso corpo, para combater bactérias, vírus e micróbios. Ao praticar a respiração você reduz a irritabilidade e refaz a proteção, acelerando o reparo do organismo.

5. Melhora a circulação: O ar contribui de três formas básicas para a saúde do coração e, consequentemente, para todo o corpo. Primeiro diminui a frequência cardíaca, depois força a contração dos músculos e por último causa a vasodilatação. Tudo isso garante o transporte de nutrientes e oxigênio para o organismo.

#dicavivasaúde: para aumentar o fôlego da respiração use o diafragma. Coloque a mão no abdome e perceba se este vai para a frente. Esta é a maneira correta de fazer

* Por Priscila Pegatin | Fonte: Celso R. F. Carvalho, especialista em fisioterapia respiratória e professor de fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) | Foto Shutterstock | Adaptação Kelly Miyazzato.

Fonte do artigo: Revista viva saúde


Bjs.... Irismar Oliveira

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Os benefícios do Alongamento.

09:04

O alongamento muscular traz diversos benefícios para a saúde e qualidade de vida daqueles que o praticam regularmente, prevenindo dores e lesões musculares, além de ser muito importante no tratamento das mesmas. Confira 10 benefícios do exercício de alongamento:

  1. Aumenta a flexibilidade, deixando os movimentos mais soltos e leves;
  2. Alivia a tensão muscular responsável por dores nas costas, no pescoço e até dores de cabeça;
  3. Relaxa o corpo, ajudando a aliviar o estresse;
  4. Aumenta a consciência corporal;
  5. Melhora a postura;
  6. Previne lesões esportivas e as dores musculares após o exercício físico;
  7. Previne tendinites e LER (lesão por esforço repetitivo);
  8. Ativa a circulação sanguínea;
  9. Prepara o músculo para a atividade física;
  10. Produz ótimos resultados no tratamento de dores na coluna (lombalgia e cervicalgia).





Como Fazer Alongamento Muscular

* Faça o alongamento do músculo até sentir alguma tensão no mesmo, evitando sentir dor;
* Quando chegar no limite, mantenha a posição durante 30 segundos;
Volte à posição inicial lentamente;
* Respire fundo durante o alongamento;
* Os movimentos devem ser lentos e suaves.
( Fonte do artigo: Saúde no clique)

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Comece o dia com água e limão!

15:26


Já parou para pensa em quantas coisas podemos fazer com o limão? Suco, limonada, creme, torta, bolos e etc, pois é, hoje vamos falar de mais uma coisinha que podemos fazer com esse queridinho da cozinha. Essas dicas vi no blog Dietas do Blog.






É simples: Ao acordar, esprema um pouco de suco de limão fresco em um copo, encher com água quente e beber. E tem ótimos benefícios para a saúde e ajuda seu sistema imunológico oferecer um impulso antioxidante.

Limão é embalado com vitamina C, que pode ajudar a impulsionar o sistema imunológico. É refrescante e tem um gosto bom.

Em cima disso, limões são muito ricos em bioflavonoides, que destroem os radicais livres nocivos que causam a inflamação.



Vejamos os Benefícios Água com Limão
  • Limão é uma excelente e rica fonte de vitamina C, um nutriente essencial que protege o organismo contra as deficiências do sistema imunitário.
  • Limões contêm fibra pectina que é muito benéfico para a saúde do cólon e também serve como um poderoso anti-bacteriano.
  • Ele equilibra a mantem os níveis de pH no organismo.
  • Ingerindo o suco de limão quente no início da manhã ajuda a eliminar as toxinas.
  • Ele ajuda na digestão e estimula a produção de bile.
  • É também uma grande fonte de ácido cítrico, de potássio, de cálcio, fósforo e magnésio.
  • Ajuda a prevenir o crescimento e multiplicação de bactérias patogênicas que causam infecções e doenças.
  • Ajuda a reduzir a dor e inflamação nas articulações e joelhos enquanto ele dissolve o ácido úrico.
  • Ela ajuda a curar o resfriado.
  • O teor de potássio do limão ajuda e nutri as células nervosas do cérebro.
  • Fortalece o fígado, fornecendo energia para as enzimas do fígado, quando elas são muito diluída.
  • Ajuda a equilibrar os níveis de cálcio e de oxigênio no fígado Em caso de azia, tomar um copo de suco de limão concentrado pode dar alívio.
  • É de grande benefício para a pele e evita a formação de rugas e acne.
  • Ajuda a manter a saúde dos olhos e ajuda a luta contra problemas oculares.
  • Auxilia na produção de sucos digestivos.
  • O suco de limão ajuda a repor os sais do corpo, especialmente depois de uma sessão de treino intenso.
( Fonte do artigo: Dieta Blog)

OBS.: Assim como eu, talvez você não goste com a água morma, então use com água natural, e se em todo caso não gostar, misture a natural com um pouco de água gelada, mas não deixe de tomar.

Bjs... Irismar Oliveira

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Os Benefícios da Pêra

12:06


A pera é uma das minha frutas preferidas(uma das mais caras também, pelo menos no nordeste ). Hoje quero falar um pouquinho dessa fruta tão gostosa. 

Uma pouco da sua história: 
A pera tal como a maçã tem origem na Ásia, provavelmente na China, tendo sido introduzida na Europa, espalhada massivamente pelos romanos e mais tarde por todo o mundo pelos europeus.

Conteúdo vitamínico


* A pera possui quantidades razoáveis de vitaminas B1, B2 e Niacina ou B3, todas do Complexo B, que regulam o sistema nervoso e o aparelho digestivo que fortifica o músculo cardíaco essenciais ao crescimento, evitam a queda dos cabelos e sanam alguns problemas de pele.

* Ainda contém vitaminas A e C e sais minerais incluindo o sódio, potássio, cálcio, fósforo, enxofre, magnésio, silício e ferro.

* É muito apreciada por suas propriedades nutritivas e pelo delicado sabor. Ideal para regimes, devido ao seu baixo valor calórico (cerca de 53 calorias por cada cem gramas de fruto). Usada em regimes alimentares, devido a sua leveza e textura e de fácil absorção pelo organismo e tratamentos cardíacos, é um bom complemento alimentício, tanto na formação dos ossos, dentes e sangue como mantêm o equilíbrio interno e o vigor do sistema nervoso.

* Tem muitas fibras, por isso é boa também contra a prisão de ventre, inflamação do intestino e bexiga.


Como e quando comprar? 
De preferência é bom comprar durante o mês de janeiro, pois é encontrada a preços mais em conta. Mas existe pera importada de fevereiro a setembro.

Por requerer um clima quente para produzir fruto, já que as pereiras não são tão resistentes ao frio como as macieiras, no hemisfério sul o melhor mês para encontrá-las no comércio é sempre no começo do ano, porém estendendo-se até setembro.

Como as maçãs, a fruta da pera é um pomo. Há milhares de variedades domésticas de pera. Em áreas tropicais, a palavra pera pode também ser utilizada para denominar abacate (Persea americana), fruto que não tem parentesco com as verdadeiras peras.

Curiosidades: Dizem que ela é ótima também para a prevenção da Osteoporose e o aumento dos níveis de energia.

Então vamos aproveitar essa frutinha tão poderosa.

Fonte do artigo: Wikipedia.org

Bjs... Irismar Oliveira


sábado, 5 de novembro de 2016

O sistema nervoso não distingue uma ameça física de uma emocional.

Tensão Emocional e Saúde - I 

A tensão nervosa é um fato na vida de todos, e o grau em que nos afeta negativamente é, em grande parte, determinado pela maneira como reagimos diante das pressões que nos cercam.

Ainda que os problemas diários pareçam de pouca importância, o cientista Dr. Richard Lazurus descobriu que, quando estes se somam, podem ter um maior impacto em nossa saúde que um acontecimento traumático, tal como a morte, uma doença grave ou dificuldades econômicas. 


Nosso sistema nervoso não distingue uma ameça física de uma emocional. Assim, crianças que gritam, um chefe tirano, contas a pagar, prazos vencidos e um sem números de outras crises mentais e emocionais podem ser percebidas por nosso sistema nervoso como uma forma de “PERIGO”.

Estas situações também podem provocar nossa reação de ‘LUTAR” ou “FUGIR”; este mecanismo de defesa pode danificar nossa saúde quando o requeremos sem necessidade, visto que a energia liberada não é utilizada nem lutando nem fugindo.

Uma tensão emocional prolongada pode conduzir o enfraquecimento da suade, demonstrando que não estamos controlando muito bem as pressões. A estimativa indica que mais da metade dos pacientes que visitam o médico, padece de sintoma que podem ter origem na tensão psicológica. 

(Fonte do artigo: Guia Interativo da Qualidade Pessoal de Sergio de Castro)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Tratamentos naturais para a anemia.

19:55


O que é anemia? Condição em que o sangue não tem glóbulos vermelhos saudáveis suficientes. A anemia é causada pela falta ou má-formação de células vermelhas do sangue no corpo. Isso leva à redução do fluxo de oxigênio nos órgãos do corpo.




Quais são os sintomas da anemia?


Cansaço fácil, tonturas, dores de cabeça, rápida frequência cardíaca, falta de ar ou de esforço e pele, unhas e lábios pálidos. Existe uma sensibilidade ao frio e má apetite.

CAUSAS

Existem vários tipos de anemia (simples, perniciosa, anemia falciforme, ácido fólico, cobre, etc). Este artigo irá tratar apenas da anemia simples.

Milhões de pessoas estão anêmicas. A causa é normalmente uma redução no número de glóbulos vermelhos ou da quantidade de hemoglobina no sangue. Seja qual for o caso, não é transportado suficiente oxigênio para todo o corpo.

A anemia ferropriva é o tipo mais comum de anemia, e ocorre quando não há ferro suficiente no organismo.

Isso pode ocorrer quando o corpo não consegue absorver suficiente ferro dos alimentos, durante perda sanguínea crônica, gravidez, menstruação, hemorróidas ou úlceras, doença diverticular, dano hepático, cirurgia, repetidas gestações, etc.

Infecções, hemorragias e deficiências nutricionais podem também causar anemia.

Bebês e crianças em uma dieta láctea, sem sais minerais e ácidos graxos essenciais, são propensas à anemia.

Hemácias são chamadas eritrócitos, e são pequenos discos que são côncavos em ambos os lados. Essas células contêm hemoglobina, que é da cor vermelho vivo devido ao ferro contido nele. Cerca de 60 a 70% do ferro em seu corpo está na hemoglobina no sangue. (Cerca de 30-35% do ferro é armazenado no fígado.)

Após o nascimento, a medula óssea do bebê, criança ou adulto produz glóbulos vermelhos. Envelhecimento pode causar a diminuição da produção de glóbulos vermelhos.




TRATAMENTOS NATURAIS

• Coma pelo menos 1 colher de mesa de melado cada dia (1 colher de chá para crianças), pois ele é rico em ferro.

• Evite leite e outros produtos lácteos, pois estes diminuem a absorção de ferro de outros alimentos.

• Evite alimentos com ácido oxálico como espinafre, alazão, chocolate, cacau e refrigerantes. Amêndoas, caju e a maioria das nozes e feijão também têm alguns. Brócolis, alface e tomate ajudam a regeneração do ferro.

• Evite alimentos picantes, chá ou café. Eles diminuem a absorção. Não fume e evite a fumaça de cigarros de outros.

• Suco de laranja aumenta a absorção de ferro.

• Deve haver suficiente ácido estomacal para absorver os minerais. Se não houver, tome suco de limão.

• Levedura e germe de trigo são ricos em ferro. Alimentos similares incluem beterraba, folha da beterraba, couve, grãos inteiros, aipo, salsa, cerejas, datas, figos e pêras.

• Não tome cálcio, vitamina E e zinco ao mesmo tempo, como suplementos de ferro. Eles interferem uns com os outros na absorção.

• Utilize uma dieta rica em frutas e legumes frescos e crus, que são ricos em vitamina C (o que é necessário para a absorção de ferro).

• A omissão de açúcar aumenta a absorção de ferro.

• Bananas são moderadamente úteis para aumentar a absorção de ferro.

• Muitos medicamentos destroem a vitamina E e provocam anemia. Alguns inseticidas destroem a medula óssea, então novas células do sangue não poderão ser feitas.

• Não utilize aditivos alimentares ou adoçantes artificiais.

• Diz-se que cozinhar alimentos em panelas de ferro aumenta o teor de ferro dos alimentos.

• A água de poços profundos tem mais ferro do que água das cidades.

• Exercício estimula a produção de sangue.

• Banhos frios e curtos aumentam a produção de sahdue e a circulação sanguínea.

• Uma fricção fria é uma forma útil para aumentar metabolismo e a produção de sangue.

• Faça um exame de sangue para ter certeza sobre o seu nível de ferro. Muito ferro pode prejudicar as atividades do coração, fígado, pâncreas, etc. Também tem sido associado ao câncer. Se você não precisar de ferro, evite suplementos que o contenham.

• Sulfato ferroso e outros compostos de ferro muitas vezes são dados para reduzir a anemia, mas possuem efeitos tóxicos:

- Eles destroem caroteno e vitaminas A, C e E. Eles aumentam a necessidade de oxigênio no organismo e prejudica os ácidos graxos insaturados. Eles também causam danos no fígado, especialmente quando a pessoa tem um apetite pobre e não está comendo muito.

• Sais de ferro tomados durante a gravidez são especialmente perigosos. Eles podem aumentar a necessidade de oxigênio do feto e induzir ao aborto ou nascimentos prematuros. Algumas crianças têm malformações ou deficiências mentais porque suas mães tomaram suplementos de ferro antes do nascimento.

• Para as pessoas que não estão com anemia, geralmente não é necessária a suplementação de ferro, pois há grande quantidade de ferro nos alimentos consumidos diariamente. O ferro em alimentos não refinado nunca é tóxico. Todos os suplementos de ferro podem causar irritação estômago ou intestino.

• Aqueles que são anêmicos tendem a ter úlcera na boca ou língua, têm geralmente pobre circulação sanguínea e são frias. Eles precisam de cuidados especiais em relação a estes assuntos.

INCENTIVO
Existe uma pessoa que pode te ajudar mais que qualquer outra. O Deus Criador, que foi quem te criou. Ore agora, converse com ele, exponha seus problemas e confie de que Ele te ajudará da melhor maneira possível!


Fonte do artigo: http://www.portalnatural.com.br/





quinta-feira, 3 de novembro de 2016

A saúde dos seus olhos em dia.

14:39


Semana passada postamos sobre  A causa mais comum da perda de visão!. E como prometemos estamos trazendo mais informaçoes sobre as duas substancias a luteína e a zeaxantina que podem ajudar a reduzir as chances de doenças oftalmológicas.


A luteína é um carotenoide da classe das xantofilas, ou seja, um tipo de pigmento de cor amarela presente em alguns alimentos como as folhas de cor verde escuro, abóbora, milho, ovo, páprica, entre outros.

Da mesma forma é a zeaxantina, que é tão parecida com a luteína que é difícil não encontrar os dois pigmentos juntos no mesmo alimento ou suplemento, principalmente por terem ações e estruturas químicas muito similares.

Esses dois compostos não são produzidos pelo nosso próprio corpo, por isso nós precisamos ingeri-los através dos alimentos ou suplementos alimentares. 

No nosso organismo, eles compõem um pedacinho da nossa retina de cor amarela, chamada mácula. A mácula é a responsável por enxergar os detalhes das imagens e infelizmente ela pode ser degenerada/danificada com o tempo de exposição ao sol, envelhecimento, fumo e obesidade. Quando a mácula é danificada, começa a causar cegueira, mas por isso é que a luteína e zeaxantina estão por lá. Na mácula, esses dois pigmentos são responsáveis por absorver a energia da luz azul emitida pelo sol e, graças a sua poderosa ação antioxidante, evita que os radicais livres causados pelo estresse oxidativos causem danos aos nossos olhos.




Para pessoas com diabetes, a ingestão desses pigmentos é ainda mais importante, por causa do risco aumentado de possíveis cegueiras.

A ingestão desses pigmentos tem sido comprovada como uma forma de reduzir em até 82% o risco de degeneração macular e possível cegueira.

Esses pigmentos também são muito importantes para a saúde da nossa pele, podendo prevenir até o melanoma, câncer de pele. Também têm ação antioxidante na pele e são capazes de melhorar a hidratação e elasticidade, além de prevenir danos causados pelo sol.

Além disso, muitos estudos científicos têm comprovado outros benefícios associados à ingestão dos pigmentos, como redução do risco de catarata, efeito protetor contra aterosclerose (entupimento das veias com gorduras, colesterol e outros), previne o aparecimento e progressão de alguns tipos de câncer e evitam outras doenças degenerativas. 

Apesar desses compostos não terem uma recomendação diária oficial, muitos estudos têm sugerido uma ingestão ideal de até 6mg/dia.



Fonte do artigo: Relva Verde



*****

terça-feira, 1 de novembro de 2016

O que é a Síndrome do Intestino Irritável? 01.11.2016

08:55




Nunca tinha ouvido falar sobre essa doença, até que em 2014, meu filho pela madrugada começou a provocar e sentir fortes dores na barriga. De incio parecia uma infeção alimentar, levamos ao médico foi feito enxame e ele passou um remédio para infeção, mas as dores continuam.  Até descobrir o que passamos por três médicos, sem nenhum resposta para aquelas fortes dores na barriga e perda de peso. 

Na época ele  perdeu muito peso e sempre ia ao banheiro ficava muito fragilizado. Foi um sofrimento terrível, pois como não sabia o que ele podia comer, fui removendo o que percebia que lhe fazia mal como o leite, comida gordurosa. Depois de alguns de sofrimento, Graças a Deus ( oramos por essa causa pedindo que ele nos mostrassem especialista) encontramos o Dr. Eugênio - Clinico Geral aqui de Fortaleza que ao ouvir os sintomas, passou uns remédios e pedi que retornasse com trinta dias. 

Quando voltamos e informamos que os sintomas continuavam, ele pediu um enxame chamado colonoscopia e voltasse assim que tivesse o resultado. Assim que foi feito o enxame voltamos e foi quando ele nos informou que ele tinha a síndrome do Intestino Irritável. Ele disse que pediu esse enxame para tirar as suas dúvidas se era a síndrome do Intestino Irritável, Colite ou o Crohn ( os sintomas são parecidos). Depois de ouvir o resultado, ele não passou mais remédios e nos informou também que agora ele deveria ser cuidado por um nutricionista. Graças a Deus também fomos agraciados com uma nutricionista especializada nessa doença a Dra Isnadia que além de orientar com mais detalhe o que é a doença, preparou uma dieta para ele. 


Para que você possa entender um pouco mais o que é a SII  

Saiba se é e como tratar a síndrome do Intestino Irritável.

A síndrome do intestino irritável é um problema que causa a inflamação das vilosidades intestinais, provocando sintomas como dor, inchaço abdominal, excesso de gases e períodos de prisão de ventre ou diarreia. Estes sintomas geralmente pioram devido a várias causas, que vão desde situações de estresse até à ingestão de alguns alimentos.

Assim, embora esta síndrome não tenha cura, pode ser controlada com alterações na alimentação e diminuição dos níveis de estresse, por exemplo. Só nos casos em que os sintomas não melhoram com algumas alterações no dia-a-dia é que o gastroenterologista recomenda o uso de remédios.

A presença frequente dos sintomas pode preocupar a pessoa com síndrome do intestino irritável, no entanto, a síndrome não provoca qualquer tipo de alteração nos intestinos e, por isso, além do desconforto, este problema não é perigoso para a saúde, nem aumenta o risco de ter câncer.
Quais os principais sintomas

Pode-se desconfiar deste problema sempre que surgem alterações constantes no funcionamento do intestino, sem causa aparente. Por isso, se acha que pode ter este problema, selecione os seus sintomas:

Quais os principais sintomas: Pode-se desconfiar deste problema sempre que surgem alterações constantes no funcionamento do intestino, sem causa aparente. Por isso, se acha que pode ter este problema, selecione os seus sintomas:

1. Dor abdominal ou cólicas frequentes
Sim
Não
2. Sensação de barriga inchada
Sim
Não
3. Produção exagerada de gases intestinais
Sim
Não
4. Períodos de diarreia, intercalados com prisão de ventre
Sim
Não
5. Aumento do número de evacuações por dia
Sim
Não
6. Fezes com secreção gelatinosa
Sim
Não.

É possível que nem todos os sintomas estejam presentes ao mesmo tempo, sendo recomendado avaliar os sintomas ao longo de 3 meses, por exemplo. Além disso, podem haver dias em que os sintomas piorem e outros em que melhorem ou até desapareçam completamente.
Como é feito o diagnóstico

Como esta síndrome não provoca alterações no revestimento do intestino, o diagnóstico geralmente, é feito através da observação dos sintomas e da exclusão de outras doenças gastrointestinais, como colite ou doença de Crohn, por exemplo. Para isso, o médico poderá indicar a realização de exames, como estudo das fezes, colonoscopia, tomografia computadorizada ou exame de sangue.

O que pode piorar os sintomas : Os sintomas da síndrome do intestino irritável podem aparecer sem nenhuma causa específica, porém, na maioria dos casos eles pioram devido a fatores como:

* Ingestão de pão, café, chocolate, álcool, refrigerantes, comida processada ou leite e derivados;

* Fazer uma dieta rica em proteínas ou em fibras;
* Comer muita comida ou com muitos alimentos gordurosos;
* Períodos de grande estresse e ansiedade;

Além disso, algumas pessoas também podem notar piora dos sintomas sempre que viajam, experimentam novas comidas ou comem muito depressa.

Aprenda como pode adaptar a sua dieta para melhorar os sintomas do intestino irritável.

O que fazer se tem intestino irritável: O mais importante quando se descobre a síndrome do intestino irritável consiste em tentar identificar o que piora ou provoca o surgimento dos sintomas, para que se possam fazer alterações no dia-a-dia e evitar essas situações.

Já nos casos em que os sintomas são muito fortes ou não melhoram com as alterações no estilo de vida, o gastroenterologista pode prescrever o uso de remédios para a diarreia, laxantes, caso o indivíduo esteja com prisão de ventre, remédios antiespasmódicos ou antibióticos, por exemplo. Veja mais detalhes sobre como é feito o tratamento para síndrome do intestino irritável.


Depois vou fazer um artigo para falar um pouco mais sobre o que a nutricionista passou para ele e como é a alimentação dele hoje.

Esse artigo não substitui uma visita ao medico, que ele sirva para procurar um se sentir esses sintomas. 


Bjs.... Irismar Oliveira


****