quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Os Benefícios da Batata Doce.



batata doce é um dos alimentos mais nutritivos do mundo.A Batata Doce é um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, o que significa que sua absorção é mais lenta, liberando glicose na corrente sanguínea aos poucos e sem estimular muito o hormônio chamado insulina (responsável pelo aumento da fome e pelo acúmulo de gorduras). Rica em fibras, ela também é fonte de ferro, vitamina C e potássio, além de apresentar alto teor de vitamina E, conter vitamina A e C.  Aqui estão os 7 benefícios da batata doce para saúde.

Batata Doce é Rica em Antioxidante:  Batata Doce é uma excelente fonte de Vitamina A e Vitamina C, Elas são de valor inestimável para a prevenção de diversos tipos de câncer. A pesquisa mostrou que o pigmento antocianina antioxidante é abundante no amido da Batata Doce, o que pode diminuir os perigos apresentados por metais pesados e dos radicais de oxigênio.
Outras propriedades antioxidantes são produzidos por enzimas de armazenamento encontrados na Batata Doce. Quando danificado, ocorre liberações das enzimas que existe na batata com isso ajudar a curar a si mesmo, uma capacidade dos antioxidante no nossos trato gastrointestinal também podem tirar vantagem.
Batata Doce é Anti-inflamatório: Batata Doce tem propriedades anti-inflamatórias, graças à vitamina C, vitamina B6, beta-caroteno, e manganês. Elas são eficazes na cura de inflamações internas e externas. A Inflamação reduzida foi demonstrada em tecido de cérebro e tecido nervoso em todo o corpo após o consumo da Batata Doce.

Artrite: Batatas doces são ricos em beta-criptoxantina, que ajudar na prevenção de doenças inflamatórias crônicas, como a artrite reumatóide. Estudos descobriram que aqueles que comiam alimentos ricos em beta-criptoxantina foram 50% menos propensos a desenvolver artrite inflamatória do que aqueles que comiam muito desses alimentos. Apenas uma porção por dia dos alimentos que contenham beta-criptoxantina como a batata doce, você ja fica com grandes benefício para sua saúde.
Além disso, a vitamina C da batata doce ajuda a manter o colágeno e reduz o risco de desenvolvimento de algumas formas de artrite.
Açúcar no sangue: Os carotenóides nas batata doce pode ajudar seu corpo a responder à insulina e estabilizar o açúcar no sangue. As batatas doces também tem uma quantidade significativa de vitamina B6, ajudando na resistência na doença do coração diabético. Seu alto teor de fibra solúvel auxilia na redução tanto de açúcar no sangue como no colesterol, e sua abundância de ácido clorogênico pode ajudar a diminuir a resistência à insulina.Seu objetivo é ganhar massa muscular? 
Úlceras do estômago: A batata doce é um calmante para o estômago. As vitaminas do complexo B, vitamina C, potássio, beta-caroteno, e de cálcio, podem ajuda na cura de úlceras no estômago. As fibras ajuda a prevenir a prisão de ventre e acidez, conseqüentemente, reduzindo a possibilidade de úlceras. As propriedades anti-inflamatórias também aliviar a dor e a inflamação das úlceras.
Enfisema: Batata doce fornece mais de 90% das necessidades de vitamina A do corpo. Os pesquisadores descobriram que os fumantes devem comer alimentos ricos em vitamina A, como enfisema e muitas outras doenças pulmonares pode ser causada por uma deficiência de vitamina A associados ao tabagismo.

( Fonte do artigo: Saude e Dica

sábado, 17 de dezembro de 2016

As propriedades do óleo do babaçu.

22:43
O óleo do babaçu.


BENEFÍCIOS DO ÓLEO DO BABAÇU.


Atualmente o mercado está hiper-estimulado com a divulgação feita pela mídia sobre as propriedades do óleo de côco. Devido à imensa divulgação de suas propriedades terapêuticas, em especial o fato de poder ocasionar emagrecimento, o preço deste produto foi às alturas. O que as pessoas não sabem é que existem alternativas brasileiras de óleos com composição idêntica e que são provenientes de coqueiros também. 

Estas alternativas são o babaçu, o palmiste e a macaúba, coqueiros brasileiros! Todos os 3 produtos são fontes riquíssimas de ácido laurico, com teores iguais ao coco da praia. A mídia também tem feito uma divulgação de que o óleo de côco para funcionar precisa ser extra-virgem, e por conta disso muitas pessoas não têm conseguido tomar o produto devido ao seu gosto forte. Também tem alegado que se não for extra-virgem perde seus antioxidantes e fica sem efeito. Primeiramente, o princípio ativo que faz emagrecer, reduz o colesterol, aumenta a imunidade e traz outros benefícios, o ácido láurico, não se perde no refino pelo qual estes óleos passam. Seu refino não causa danos à gordura pois não utiliza soda cáustica ou ácido sulfúrico como os óleos de prateleira de supermercado (estes sim estão danificados), sendo um método que atua só na redução do odor e gosto. Segundo, estes óleos não são fontes ricas de vitamina E e outros antioxidantes, como o óleo de oliva ou germe de trigo, sendo que o ativo antioxidante é a própria gordura, o ácido láurico. Assim, mesmo refinado, o ácido laúrico não se perde em nada e mantém suas propriedades naturais. No texto a seguir você conhecerá mais sobre este produto magnífico e desmistificará alguns mitos criados no mercado visando lucros e interesses particulares. 


Propriedades terapèuticas dos óleos laúricos

Uso interno (1 colher de sopa, 2-3 vezes ao dia:(

1. Reduz inflamações (artrite, artrose, reumatismo, etc)
2. Combate cândida e outros fungos.
3. Combate bactérias e vírus como H. pylori, bactéria causadora da gastrite, e os vírus do herpes, ou Epstein-bar causador do câncer de laringe) 
4. Melhora o funcionamento da tireóide, ajudando principalmente no hipotireoidismo
5. Emagrece, por ser a única gordura não estocada no corpo, ativando também o metabolismo e induzindo à queima de gordura.
6. Aumenta a imunidade, por induzir à medula óssea a formar mais linfócitos (células de defesa)
7. Aumenta a longevidade, por ser uma gordura que não oxida fácil e previne o envelhecimento precoce.
8. Se for usado o palmiste refinado, não deixa gosto na comida e substitui os óleos de cozinha (soja, girassol, canola, algodão, milho). 

Uso externo:

1. Previne rugas por sua ação antioxidante de outras gorduras.
2. Previne estrias se usado localmente e diariamente por grávidas.
3. Hidrata e mantém os cabelos sedosos (uso de algumas gotas nas mãos ou 1 tampa em 100 gramas de creme)
4. Excelente em massagens terapêuticas e também na hidratação pós banho. 





Você sabia que a antiga gordura de côco vendida no Brasil e comprada pelos nossos avós era óleo de palmiste e babaçu?

ÓLEOS LÁURICOS DOS CÔCOS
CÔCO DA PRAIA, BABAÇU, PALMISTE, MACAÚBA 


(a grande vantagem dos óleos de palmiste, babaçu e macaúba é custarem metade do preço do óleo de coco da praia e darem o mesmo resultado
pois possuem o mesmo teor do ácido laúrico, princípio ativo que emagrece aumenta a imunidade, reduz inflamações, abaixa o colesterol e combate infecções) 

Autor: Fabian Laszlo
Fonte do artigo: Terapias Alternativas


Bjs... Irismar Oliveira!


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Manteiga de azeite

19:32

MANTEIGA DE AZEITE DE OLIVA 
Passeando pelo mundo virtual, achei essa receitinha maravilhosa. Ela é maravilhosa pra mim por dois motivos: 1) Meu filho não pode usar manteiga devido a síndrome do intestino irritável. Você pode saber um pouco mais sobre essa doença O que é a síndrome do intestino-irritável?  e 2) Amo azeite.

Então vamos lá...

O azeite extravirgem de oliva é uma das gorduras mais saudáveis que existem na natureza. Muito mais saudável que a manteiga e ainda mais que a margarina.

Uma pequena quantidade de azeite extravirgem (20 mililitros) supre 20% das necessidades diárias de vitamina E, que combate os famosos radicais livres (moléculas que circulam pelo sangue, causando doenças do coração, câncer e envelhecimento precoce).

O azeite também tem a capacidade de reduzir o colesterol ruim. E é indiscutível que um bom azeite deixa os pratos muito mais deliciosos.

Agora, imagine o sabor da manteiga de azeite de oliva...
É simplesmente maravilhoso! Fácil de fazer, ela é muito melhor para a saúde que a manteiga comum e a margarina.


Lá vai a receita:

INGREDIENTES

2 xícara (chá) de azeite extravirgem de oliva

Ervas a gosto (orégano, manjericão, alecrim, louro, sálvia)

Pimenta-do-reino em grãos moídos na hora

Alho triturado a gosto (opcional)


MODO DE PREPARO

Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Coloque em um pote com tampa e leve ao congelador durante todo o dia para se solidificar.

À noite, coloque na geladeira para amolecer e adquirir textura de manteiga.

Na manhã seguinte, você já poderá usar a sua manteiga de azeite.

Passe no pão, na torrada, na bolacha, enfim, use como uma manteiga ou margarina.

Conserve na geladeira (a nossa durou bem por quase um mês).

Fonte do artigo:Cura pela Natureza


Irismar Oliveira.... Bjs! 

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Doenças que podem se desenvolver na Menopausa.

21:45

4 doenças que podem se desenvolver com a chegada da menopausa

A menopausa é uma fase da vida da mulher que, já afirmamos várias vezes, jamais deve ser temida por ela. A queda de produção hormonal é uma situação natural e necessária para o organismo que está envelhecendo e precisa se adaptar às suas novas condições físicas e metabólicas.

Isso não significa, entretanto, que não é preciso acompanhar e, em algumas situações, tratar a menopausa.Existem algumas doenças que podem se desenvolver caso a mulher opte por passar por essa fase da vida sem o suporte de um especialista. Se você não conhece essas condições, preparamos uma lista de doenças que podem se desenvolver na fase do climatério.
Osteoporose: a condição silenciosa

A osteoporose é uma doença silenciosa, sem sintomas aparentes quando começa a se desenvolver – situação que pode complicar a qualidade de vida da mulher que só percebe que desenvolveu a condição quando ela já se encontra em situação avançada.

É natural que, com a queda da produção hormonal, o organismo feminino encontre mais dificuldades para reter o cálcio ingerido na dieta para estruturar sua massa óssea, por isso é tão importante acompanhar de perto essa situação na mulher que já se aproxima da menopausa.

Além da reposição hormonal, seja ela sintética ou natural, a mulher pode fazer uso de suplementos orais de cálcio e vitamina D (uma das responsáveis pela retenção do mineral no tecido ósseo), para evitar o desenvolvimento da osteoporose.

Depressão: consequência de oscilações de humor não tratadas

Outra condição extremamente natural para a mulher na menopausa são as oscilações de humor, que ocorrem também por causa da queda da produção hormonal nessa fase da vida. As oscilações de humor, entretanto, quando se tornam intensas e constantes, se não tratadas, podem favorecer o desenvolvimento de um quadro de depressão, que também pode ser uma consequência da insatisfação da mulher com os sintomas tradicionais – e desconfortáveis – da menopausa.

Para evitar essa condição, além de realizar um acompanhamento psicológico nessa fase da vida, é recomendado procurar seu médico para iniciar um tratamento de reposição hormonal.


Prolapso uterino: consequência desconhecida da menopausa

Poucos médicos e especialistas em saúde feminina discutem o desenvolvimento do prolapso uterino em mulheres que chegam na fase do climatério. Essa condição, caracterizada por um enfraquecimento da musculatura uterina, causando incontinência urinária e dores durante o ato sexual, é uma consequência da queda do tônus muscular na mulher, causado também por causa das alterações hormonais.

Além do tratamento de reposição hormonal, mulheres podem fazer acompanhamento com fisioterapeutas, aprendendo a realizar exercícios para o tecido muscular local, recuperando seu tônus.

Hipertensão: alteração hormonal influencia o fluxo sanguíneo

As mudanças na produção dos hormônios femininos também podem resultar em um indesejado quadro de elevação da pressão arterial que, se não tratado e acompanhado de perto por um especialista, pode se tornar um diagnóstico de hipertensão.

Recomenda-se que, em conjunto com a reposição hormonal, mulheres que manifestam essa alteração na pressão arterial, realizem controle da alimentação e, em casos mais graves, façam um tratamento medicamentoso.

As doenças que podem se desenvolver com a chegada da menopausa são facilmente evitadas se a mulher mantém o acompanhamento de sua saúde com um médico de sua confiança. 

Fonte do artigo: Herborisa.com.br


Obrigada pela visita.. Bjs!

Irismar Oliveira