sábado, 19 de agosto de 2017

Substitua a espoja da cozinha semanalmente

20:02
Substitua a espoja da cozinha semanalmente

Não adianta lavar esponja velha: as piores bactérias continuam lá



Publicado no fim do mês passado na revista Nature, um estudo realizado por várias universidades alemãs veio mudar os hábitos de muitas pessoas na cozinha. Isso porque, se todo mundo já sabe que as esponjas acumulam muitas, mas MUITAS bactérias dentro de si, agora foi cientificamente comprovado que não adianta lavá-las para se livrar dos riscos à saúde e à limpeza: os micróbios continuam lá.



Não, nem mesmo métodos amplamente divulgados como o uso do micro-ondas ou de água fervente para limpar o aparato são úteis nesta situação. De acordo com o estudo, aliás, quando fazemos isso nós só contribuímos para que as bactérias mais resistentes – e mais potencialmente relacionadas a doenças – continuem lá, firmes e fortes. Dá para acreditar?


Em entrevista ao New York Times, um dos pesquisadores responsáveis, Markus Egert, microbiólogo da Universidade de Furtwangen, conta ser improvável que existam outros ambientes com uma população tão densa de bactérias quanto as esponjas. Pois é!

No meio desta pequena população, geralmente está uma bactéria ligada a doenças infecciosas, chamada Moraxella osloensis. Ela costuma viver na pele humana, mas encontra nas esponjas sujas um ambiente propício para sobreviver. Ela também é responsável por fazer com que as esponjas (e, às vezes, até mesmo a louça) fique com um cheirinho ruim. Ninguém merece, gente…






Portanto, a conclusão dos pesquisadores alemães é de que, ao invés de procurarmos métodos de limpeza de nossas esponjas, passemos a substituí-las semanalmente. Melhor não arriscar e seguir as orientações da ciência, não é mesmo?

FONTE: MDE Mulher



segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Conheça os benefícios do ginkgo biloba

Ginkgo biloba


A ginkgo biloba (Ginkgo biloba L.), também conhecida popularmente como nogueira-do-japão, é uma árvore originária do Extremo Oriente e já é famosa pelos seus benefícios à saúde.



Para os chineses, essa árvore é um símbolo de longevidade e paz. A altura da árvore pode chegar a 40 metros, as suas folhas são semelhantes ao trevo e o seu fruto lembra uma ameixa, contendo uma noz que pode ser assada e ingerida. A ginkgo biloba foi a primeira planta a brotar depois da destruição provocada pelo lançamento da bomba atômica na cidade de Hiroshima, no Japão.


Benefícios da ginkgo biloba


A ginkgo biloba é uma planta com ação anti-inflamatória, antifúngica, antibacteriana, antidepressiva, antidiabética e auxilia no tratamento de labirintite. O extrato de ginkgo bilola é uma substância que estimula o funcionamento do cérebro, auxiliando em casos de perda de memória. Atua também na regulação dos mecanismos da circulação sanguínea, possui ação antioxidante e favorece a ativação do metabolismo energético.





Reduz as tonturas, alivia as dores nas pernas e nos braços, cessa o zumbido nos ouvidos. Além disso, atua como facilitador do fluxo sanguíneo arterial, cerebral e periférico, ativando o metabolismo neuronal e protegendo as veias capilares.

Há suspeitas de que os seus benefícios vão ainda além: estudos realizados sugerem a sua capacidade de prevenir e atacar tumores.




Converse com o seu médico a respeito do uso de ginkgo biloba, para que seja comprovado que a planta pode ser usada no seu caso. O acompanhamento de um médico é muito importante!

Efeitos colaterais


Os casos de efeitos colaterais advindos do consumo de ginkbo biloba são raros: apenas 5% das pessoas que consomem o extrato da planta apresentam algum efeito colateral. Entretanto, o remédio possui tarja vermelha e só pode ser vendida com receita médica, sendo a dose máxima recomendada de 240mg ao dia. Os efeitos colaterais incluem mal estar abdominal, náuseas, alergias, cefaleia, tonteiras e vertigem.




Modo de preparo do chá


Para preparar o chá de ginkgo biloba, adicione uma colher (sopa) das folhas da planta fatiadas junto com dois copos de água fervendo. Deixe em infusão por cerca de 15 minutos em um recipiente abafado. Após esse período, coe. Tome duas xícaras de chá ao dia.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Chá para quem sofre de asma

Chá para quem sofre de asma


A asma é uma doença inflamatória, crônica e que afeta as vias respiratórias. Isto é, o pulmão de um asmático é diferente de uma pessoa que não sofre do problema e seus brônquios reagem de forma mais forte a qualquer sinal de irritação.



Neste sentido, o chá para asma pode ajudar a conquistar uma vida mais tranquila, já que os asmáticos sofrem muito frequentemente de falta de ar e dificuldade de respiração. A asma tem diferentes graus e pode acometer os indivíduos de forma bastante leve ou forte.


Só quem sofre com este mal sabe o quanto atividades comuns do dia a dia podem ser prejudicadas. Por isso, resolvemos ensinar um chá para asma eficiente, que vai melhorar os sintomas e garantir muito mais qualidade de vida.



Chá para asma
Há quem sofra os sintomas somente à noite, quando o chá para asma pode ajudar muito a tranquilizar os brônquios e a garantir um sono mais tranquilo. A asma está diretamente ligada às questões hereditárias, excesso de peso, alergias, além de também poder ser causado por hábitos da mãe, durante a gravidez.

Entre os hábitos que se mantidos na gravidez podem causar a asma são, o tabagismo, o estresse, a ansiedade e até a privação de sono. Por isso mulheres grávidas devem ter uma gestação tranquila, saudável e descansar sempre que possível.



Algumas doenças e problemas também podem ser confundidos com a asma, como por exemplo no coração e nas cordas vocais. Por isso, antes de se tratar ou tomar qualquer chá para asma, um médico deverá ser consultado para o que o diagnóstico seja feito de forma correta.


Como o chá para asma pode ajudar

Muitas são as ervas que podem ser usadas para fazer um chá para asma. A maioria delas atua diretamente nos brônquios, tranquilizando e garantindo uma respiração mais tranquila. É preciso salientar que apesar de serem naturais, as ervas utilizadas no chá para asma podem ser prejudiciais à saúde de algumas pessoas e seu uso deve sempre ser informado para o médico.

O chá para asma não poderá curar a doença, que é crônica. Mas pode sim aliviar os sintomas e garantir uma vida mais tranquila e longe do mal estar causado pelo problema. Os especialistas da área jamais indicam que seus pacientes parem de utilizar o medicamento. O chá para asma deve ser utilizado em conjunto, sempre com o consentimento do médico que atende o paciente.






Como fazer o chá para a asma
Entre as muitas ervas conhecidas para fazer um chá para asma, podemos citar:

* Chá de Guaco;
* Chá de Eucalipto;
* Chá de Gengibre;
* Chá de malva;
* Chá de cebola;
* Chá de limão com alho;
* Chá de cravos.

O chá para asma pode ser sempre realizado da mesma forma, independentemente do tipo de ingrediente utilizado. Antes de mais nada, separe em uma jarra ou bule, uma pequena quantidade de ingredientes. Quando folhas secas, como o eucalipto, guapo e malva, indica-se o uso de somente 1 colher de sopa. Demais ingredientes também podem seguir a mesma proporção e podem ser picados.

Depois, basta ferver 1 litro de água para cada porção de ingrediente. Quando a água ferver, despeje sobre o tipo de chá desejado e deixe agindo por cerca de 10 minutos, com tampa. Beba em seguida.

Fonte: Remédio da Terra

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Quando os pais reforçam a má educação dos filhos.

22:25
Quando os pais reforçam a má educação dos filhos.

Se um filho ofende a mãe, esta não deveria atendê-lo. 

Se a mãe engole seco e procura atendê-lo, está reforçando a má educação. Se a mãe, sem ficar brava, disser claramente: “Se você me trata mal, eu saio de perto de você” (e se afasta), o filho vai aprender que se tratar mal as pessoas, elas se afastarão.





Não é interessante nem educativo a mãe se afastar em silêncio ou magoada. Tem de explicar que não aceitou como o filho a tratou. Não basta o filho vir e pedir algo outra vez. É preciso que antes peça desculpas pelo desrespeito. Este é o preço que o filho deve pagar por ter tratado mal a mãe.




Se insistir com grosseria, ele que arque com outras consequências, que devem estar combinadas antes. Tudo o que é combinado tem de ser cumprido. Mesmo que a vontade dos pais seja perdoar, alimentam a má educação.”

(Autoria: Içami Tiba em “Educação Familiar – Presente e Futuro”)
Fonte da imagem: Pixabay.com

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Depressão na Menopausa

17:58
Depressão na Menopausa


Hoje vamos falar sobre um assunto que atingi boa parte das mulheres ma menopausa e que muitas não sabem lidar com esse sintoma que é a depressão.  Costumo dizer é fundamental a mulher conhecer os sintomas da menopausa e assim poder enfrentá-los. Achei esse texto da Virginia Pinheiro muito bom e estou compartilhando com todas vocês. 

MENOPAUSA, DEPRESSÃO E INSTABILIDADE EMOCIONAL
 por: Virginia Pinheiro

Para muitas mulheres a menopausa é uma fase delicada onde podem ocorrer alterações psicológicas como depressão e instabilidade emocional. É fundamental conhecer as causas e os sintomas dessas alterações para poder lidar com eles da melhor forma possível. Reproduzimos aqui uma parte da entrevista que o Dr. José Renó, médico psiquiatra, concedeu ao Dr. Dráuzio Varella. Nessa entrevista, ele fala com clareza a respeito do assunto.





“É importante que as pessoas saibam as diferenças entre as diversas fases desse período denominado genericamente de menopausa. Na realidade, o climatério começa por volta dos 41 anos de idade e se estende por mais ou menos os 65 anos e é marcado por pequenas alterações físicas e psicológicas. Dentro dessa grande margem de tempo, ocorre a menopausa, isto é, a data em que aconteceu a última menstruação e que só pode ser determinado retrospectivamente depois que a mulher passou pelo menos um ano em amenorreia (sem menstruar).




Antecedendo o episódio da menopausa temos a perimenopausa, período em que há alterações hormonais importantes, especialmente nos níveis de estrogênio e progesterona. Nessa fase, a vulnerabilidade feminina é maior aos sintomas físicos e psíquicos. Entre os físicos destacam-se os fogachos (ondas de calor intenso) e, entre os psíquicos, tristeza, desânimo, irritabilidade e labilidade emocional, ou seja, grande flutuação do humor. Muitas se queixam ainda de insônia e alteração da memória. Por isso, é fundamental determinar se a mulher se encontra na perimenopausa ou na pós-menopausa, fase em que os transtornos psiquiátricos são menos prevalecentes.

Quando se fala em menopausa, é preciso deixar bem claro que diversos fatores influenciam o desenrolar do processo. Não é apenas uma questão hormonal. Há fatores psicossociais preponderantes que marcam esse período e podem estar na gênese dos transtornos psíquicos.

Por exemplo, a mulher que tinha uma vida socialmente ativa e se dedicou plenamente à família e a educação dos filhos, de repente se depara com os filhos crescidos, saindo de casa, e vive a síndrome do ninho vazio. Além disso, a relação conjugal pode estar passando por transformações que exigem diálogo para reconstruí-la em novos moldes. Dependendo do seu arcabouço psicológico, recursos internos e personalidade, essa mulher irá elaborar de forma construtiva ou não as modificações que estão ocorrendo em sua vida na época da menopausa.




Nessa fase, a mudança de hábitos de vida é fundamental. Isso envolve mudanças comportamentais. A mulher precisa dedicar-se a atividades que lhe deem prazer, resgatem sua autoestima e a estimulem mentalmente. É importante aceitar novos desafios como um curso de informática, se nunca mexeu com computadores, frequentar uma faculdade ou um curso de idiomas para ampliar os horizontes, resgatar o convívio com os amigos e rever o tipo de relacionamento e vínculo estabelecido com as pessoas da família.

A atividade física é fundamental. Além de prevenir a osteoporose, está provado que melhora o humor e a memória. O exercício físico não só aumenta a secreção de endorfinas, opióides endógenos que funcionam como analgésicos naturais, mas também aumenta a secreção de serotonina, um hormônio neurotransmissor que interfere positivamente no estado afetivo da mulher.




São recomendáveis também algumas mudanças na dieta, porque nesse período há alterações do metabolismo. Muitas mulheres acham que engordam porque estão fazendo reposição hormonal, outro mito. Na realidade, nessa faixa etária, a mesma ingestão calórica dos anos anteriores produz sobrepeso por causa da redução da atividade metabólica e não por causa dos hormônios.”

Se você apresenta sintomas de depressão, labilidade emocional, insônia, perda da memória etc., é importante que converse com o seu médico uma vez que o tratamento, dependendo de cada caso individual, pode envolver terapia de reposição hormonal, uso de antidepressivos, terapias naturalistas e até, se necessário, psicoterapia.

( Fonte: Viva50.com.br/)

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Conheça os Benefícios da Alfavaca

15:34

Alfavaca também conhecida como manjericão-de-folha-largae ( Ocimum basilicum)   é uma planta perene que mede aproximadamente 60 cm de altura, sendo originária da Ásia e África. É uma planta conhecida pelos seus galhos com muitas ramificações, com suas folhas postas, com um formato oval, e pela sua cor verde clara.

O manjericão tem flores brancas e um pouco rosadas. Uma das características das suas flores é a sua disposição tipo espiga. As suas sementes são pequenas e pretas. É usual serem retiradas as suas primeiras florações para aumentar o número de folhas e o ciclo da planta.



Na medicina tradicional, é usado como planta medicinal. As suas folhas e flores são utilizadas no preparo de chás, por suas propriedades tônicas e digestivas, sendo indicados ainda para problemas respiratórios e reumáticos.




O óleo essencial de manjericão (menos de 1%) tem uma composição complexa e variável, segundo o clima, o solo, a época da colheita, etc.Os mais importantes componentes aromáticos são cineol, linalol, citral, estragol, eugenol e cinamato de metila, embora não necessariamente nessa ordem. Outros monoterpenos (ocimeno, geraniol, cânfora), sesquiterpenos (bisaboleno, cario­fileno) e fenilpropanóides (metil eugenol) podem estar presentes, em concentrações variáveis, com forte influência sobre o sabor.

Propriedades medicinais|
As vitamina A e C são algumas das vitaminas mais abundantes na folha da alfavaca. Sendo indicadas para o ardor ao urinar. As suas folhas são também fantásticas para produzir compressas, que devem ser aplicadas nos mamilos doridos das lactantes. Outra das características da folha do manjericão é o auxílio à boa circulação e dores reumáticas, sendo também bom para tosse e resfriados. O manjericão favorece igualmente a digestão e reduz a fadiga.[carece de fontes] Uma outra utilidade que é reconhecida ao manjericão é o seu uso em pomadas antibacterianas




Analgésica, antiemética, antifebril, antisséptico, aperiente, aromatizante, calmante, carminativa, digestivo, dispepsia nervosa, diurética, emenagoga, estimulante digestivo, estimulante, estomacal, expectorante, excitante, galactógeno, hidratante, relaxante, revigorante, sedativo, sudorífera, tônica.


 Max Amora


Indicações: afta, amigdalite, angina, antraze, aumentar a lactação, bico do seio rachado, bronquite, catarro, cólica, debilidade de nervos, dispepsia, doença das vias respiratórias, dor de cabeça nervosa, dor de garganta, enxaqueca, espasmo, espinha, estagnar o sangue, febre, ferida, flatulência, fraqueza, frieiras, furúnculo, garganta, gases, gastrite, gripe, infecções intestinais, dos rins e do estômago, insônia, picada de inseto, problemas digestivos, resfriado, reumatismo, tosse, tuberculose pulmonar, vermes, vômito.

Fontes de pesquisa: 
www.plantasquecuram.com.br
Wikipédia.com

terça-feira, 18 de julho de 2017

Saiba a causa principal das dores nas articulações

10:55
https://app.monetizze.com.br/r/BVT100145


Você sabia que a principal causa das dores articulares é a falta de minerais no corpo?

ATENÇÃO AOS SINAIS!
O início das dores articulares pode ter como característica apenas uma ou poucas articulações inchadas, quentes e dolorosas. Normalmente acompanhada de rigidez de movimentos.

"O problema principal é a DOR e a diminuição da função articular, ou seja, da mobilidade das juntas", segundo os médicos reumatólogos.

Contudo, também é fundamental ficar atento a outros sinais que podem indicar o quadro de artrite, tais como: cansaço, perda de peso, anemia, febre baixa e inflamações nas juntas, como mãos, punhos, cotovelos, pés, tornozelos, joelhos e quadril.




Um dos grandes problemas relacionados à artrite é que ela pode incapacitar o paciente, justamente porque LEVA A DESTRUIÇÃO DAS JUNTAS, O QUE OCASIONA A DEFORMIDADES E LIMITAÇÕES para o trabalho e para as demais atividades do dia a dia, até mesmo as mais simples e corriqueiras.

Mas não é preciso se desesperar, uma vez que o TRATAMENTO adequado quando realizado precocemente pode amenizar os sintomas e MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA de quem tem a doença, Garantindo Mais Bem-Estar.

Veja os ponto do corpo mais atingidos 

 Bio Mac

O CONTROLE DO PH CORPORAL É FUNDAMENTAL PARA A SUA SAÚDE


  • As Dores Articulares são doenças que se desenvolvem quando o organismo está ácido e a tendência do nosso corpo é justamente essa, principalmente por causa dos hábitos alimentares.
  • E é a acidez que desarranja toda a nossa fisiologia, nos deixando mais propensos a inúmeros problemas de saúde.
  • O uso diário do Biomac deixa o PH corporal ligeiramente alcalino, o que vai proporcionar um Ajuste Geral em sua fisiologia, acabando de vez com as Dores Articulares.
  • A absorção gástrica do BIOMAC não depende de pH estomacal, tornando-se assim a mais eficaz fonte de cálcio para pessoas com idade acima de 50 anos.




Dor Articular É Coisa Séria

Você Precisa Se Cuidar!



Você já deve saber que ter Dores nas Articulações é muito preocupante. Esse quadro pode evoluir para Artrite, Artrose, Reumatismo ou outras doenças que não tem cura. Então preste atenção nestas Dicas para aliviar os sintomas:


  • Melhorar a alimentação, evitando alimentos que pioram as inflamações;
  • Alcalinizar o PH do Seu Corpo;
  • Tomar sol para obter a vitamina D é uma prioridade, evite comprar a vitamina pronta;
  • O exercício físico é ótimo como parte do Tratamento;
  • Fortalecimento Muscular também é importante;
  • Preste atenção na sua postura;
  • Muito Cuidado com o uso de anti-inflamatórios e Analgésicos, os efeitos colaterais são terríveis;
  • Cuide do seu estado psicológico;

ACABE COM AS DORES!
ELIMINE AS INFLAMAÇÕES, RESTAURANDO OS OSSOS E FORTALECENDO OS MÚSCULOS COM O BIO MAX. 


O que é o BioMac? O BioMac não é remédio. Ele é um complemento alimentar natural que vai fornecer minerais orgânicos ao organismo, proporcionando um melhor funcionamento deste, tornando-o mais forte. Também capacita o próprio organismo em prevenir e combater várias doenças, ou situações adversas.


 Bio Mac


O BIOMAC É UMA ALGA MARINHA 100% NATURAL E ORGÂNICA;

 Bio Mac
Na compra do seu BioMac você leva o Manual da Qualidade de Vida. Nele você vai aprender 
  • Quais os Melhores Alimentos Para Ajudar Na Desinflamação do Seu Corpo
  • Lista dos Piores Alimentos Que Devem Ser Evitados de Qualquer Maneira
  • Cardápio Com Alimentos Anti-inflamatórios Para 2 Semanas
  • Exercícios Recomendados
  • Terapias Alternativas
  • Os Direitos de Quem Tem Artrite

Onde comprar o BioMac? O Bio Mac é vendido somente pelo site oficial Bio MacVocê pode comprar pelo boleto ou parcela em até 12x no cartão. O frete é grátis.

Composição do Bio Mac 




 Bio Mac

quinta-feira, 13 de julho de 2017

A falta de desejo sexual na menopausa

16:54
Libido na menopausa


Como lidar com a falta de desejo sexual na menopausa


A falta de desejo sexual na menopausa afeta entre 20% e 40% das mulheres e, para além de apresentar sintomas físicos, também influencia a mulher em termos psicológicos e emocionais. A falta de libido também pode causar stress na própria relação a dois, bem como fazer a mulher sentir-se menos feminina, menos desejada. Embora este tipo de sentimento seja bastante comum na menopausa, a vida sexual pode e deve manter-se saudável e ativa.




Como se caracteriza a falta de desejo sexual na menopausa?


Como em praticamente todos os sintomas relativos à menopausa, também a falta de desejo sexual está ligada às alterações hormonais que afetam as mulheres menopáusicas. Entende-se por falta de desejo sexual uma diminuição ou perda de interesse no ato sexual, também conhecido como a falta de libido. É bastante comum uma mulher que atravessa a fase da menopausa sentir-se menos feminina e alienada da sua própria sexualidade, o que se manifesta através de uma redução drástica no desejo sexual e, em alguns casos, o desaparecimento total do mesmo.



O que leva à falta de desejo sexual na menopausa?

Devido ao desequilíbrio hormonal que desencadeia a menopausa, o corpo de uma mulher sofre inúmeras transformações físicas durante esta fase da sua vida e a libido ou desejo sexual também é afetado. A redução na produção das hormonas progesterona, testerona e estrogénio manifesta-se física, emocional e psicologicamente. Em termos físicos, o próprio órgão sexual feminino é drasticamente alterado: a falta de estrogénio contribui para uma zona vaginal mais seca, sensível e enfraquecida, verificando-se ainda a diminuição do tamanho do clítoris e do monte púbico, lábios vaginais mais finos e a perda de pelos púbicos.

A diminuição da produção de progesterona e testerona causam outros sintomas da menopausa – não necessariamente ligados ao órgão sexual feminino – mas que indiretamente podem também eles contribuir negativamente para o prazer e desejo sexual, caso da preocupação com o envelhecimento, depressão, stress, perda de autoestima, efeitos secundários causados pela toma de alguns medicamentos (por exemplo: antidepressivos, anti-histamínicos…), entre outros.



Quais são os principais sintomas da falta de desejo sexual na menopausa?

A falta de desejo sexual na menopausa manifesta-se principalmente através dos seguintes sintomas: desinteresse no ato sexual, frustração/irritação, dificuldade em sentir-se sexualmente excitada (mesmo quando estimulada), paredes vaginais mais frágeis, secura vaginal, dor/desconforto durante o ato sexual, incapacidade de atingir o orgasmo. Existem ainda outros sintomas característicos da menopausa que também podem contribuir para a falta de desejo sexual por parte da mulher, nomeadamente as dores de cabeça, fadiga, suores noturnos, alterações de humor e sensibilidade nos seios.



Como lidar com a falta de desejo sexual na menopausa?

  1. O sexo nunca deve ser encarado como uma obrigação, mas sempre um prazer – isto aplica-se a qualquer fase da vida da mulher, incluindo na menopausa. Existem várias formas de reverter a falta de desejo sexual e assim devolver o prazer e a intimidade à vida a dois:
  2. Seguir uma alimentação saudável, incorporando alimentos como peixe, ostras, carne vermelha, carne branca, fígado, verduras, feijão vermelho, trigo-sarraceno/trigo mouro, nozes, laticínios, miso/missô, tofu e produtos com soja na dieta diária.
  3. Aumentar a prática de exercício físico, que pode ser muito benéfico para elevar os níveis de energia e, consequentemente, o desejo sexual.
  4. Incorporar técnicas de relaxamento na rotina diária (ex: pilates, meditação, massagens, alongamentos…).
  5. Fazer exercícios de Kegel para fortalecer os músculos pélvicos/zona vaginal.
  6. Experimentar novas (e mais cómodas) posições sexuais.
  7. Utilizar lubrificantes durante as relações sexuais.
  8. Investir mais tempo nos preliminares.


A terapia hormonal de substituição é o tratamento mais utilizado na menopausa e pode ter efeitos positivos no combate à falta de libido. Converse com o seu médico sobre esta e outras dúvidas.

Manter as linhas de comunicação com o parceiro abertas e honestas, para que ninguém se sinta excluído e/ou culpado daquilo que o outro está a sentir.





sexta-feira, 7 de julho de 2017

Tenha uma pele mais saudável

17:35


Quem não quer uma pele bem cuidada, hidrata e jovem não é verdade?  Você se preocupar com a pele do rosto? Os produtos anti-rugas da Novellus são a solução para ter uma pele mais jovem, radiante e bonita, sem precisar passar por dores e sofrimentos.


TENHA UMA PELE MAIS JOVEM
O Novellus Skin Care é uma formulação patenteada de ingredientes antienvelhecimento clinicamente comprovados. Ele usa compostos avançados de cuidados com a pele, os mesmos utilizados pelas principais marcas.


 Novellus
Com o tempo a pele envelhece e é comum que comecem a aparecer manchas e rugas. Esse envelhecimento acontece pela falta de colágeno na pele, que é causada por inúmeros fatores, como a idade, a exposição ao sol, ao vento e outros fatores. A chave para evitar esse envelhecimento a pele é investir na Novellus Skincare, um produto inovador que é a solução para uma pele jovem e bonita.



TENHA UMA PELE MAIS
JOVEM E SAUDÁVEL



Já se perguntou como as celebridades mantêm a pele impecável e livre de rugas? O segredo delas é investir em produtos anti-envelhecimento, como o creme da Novellus Skincare. Os produtos anti-rugas da Novellus são a solução para ter uma pele mais jovem, radiante e bonita, sem precisar passar por dores e sofrimentos.

COMO FUNCIONA O NOVELLUS SKIN


1) Possui ativos que auxiliam na redução de radicais livres, responsáveis pelo surgimento de rugas.
2) Atua na hidratação da pele, maciez, elasticidade e tonicidade da pele. Auxiliando também na suavização nas áreas ao redor dos olhos.
3) Aumenta a produção de colágeno e evita a quebra da elastina, proporcionando firmeza e minimização do envelhecimento cutâneo.
4) Atua diretamente nas contrações da pele, diminuindo a aparência rugosa e evitando a formação de linhas de expressão. 

DO QUE É COMPOSTO ONOVELLUS SKIN?


 Novellus


O envelhecimento acontece pela falta de colágeno na pele, que é causada por inúmeros fatores, como a idade, a exposição ao sol, ao vento e outros fatores. “A chave para evitar o envelhecimento da pele é investir no Novellus Skincare, um produto inovador que é a solução para uma pele jovem e bonita.


COLÁGENO| O colágeno é uma proteína que dá estrutura, firmeza e elasticidade à pele, que é produzida naturalmente pelo corpo, mas que também pode ser encontrada em alimentos como carne e gelatina, em cremes hidratantes.




ELASTINA| Elastina é uma proteína de função estrutural que forma fibras elásticas bastante abundantes em nosso organismo. É composta pelos aminoácidos glicina, alanina, valina e prolina. A elastina tem propriedades comparáveis às da borracha, podendo ser esticada várias vezes o seu tamanho e depois voltar à sua dimensão inicial. Encontra-se no tecido elástico dos pulmões, nos grandes vasos e nos ligamentos. Cada molécula de elastina se estende quando a fibra é esticada e se recolhe logo que a força de alongamento é relaxada.

VITAMINA E | A ação antioxidante é também reconhecida pelos seus benefícios estéticos, uma vez que os radicais livres são associados aos efeitos indesejados do envelhecimento. Um dos benefícios da vitamina E é sobretudo a boa aparência da pele, motivo pelo qual é muito usada pela indústria de cosméticos. É possível encontrar, por exemplo, quantidades consideráveis de vitamina E nos filtros solares. Nesse sentido, a propriedade mais relevante da vitamina E é manter a hidratação natural da pele.


QUERO CUIDAR DA PELE SEM GASTAR MUITO









O Novellus Skin Care é uma formulação patenteada de ingredientes anti envelhecimento clinicamente comprovados. Ele usa compostos avançados de cuidados com a pele que são usados ​​mesmo nas principais marcas.




Com o tempo a pele envelhece e é comum que comecem a aparecer manchas e rugas. Esse envelhecimento acontece pela falta de colágeno na pele, que é causada por inúmeros fatores, como a idade, a exposição ao sol, ao vento e outros fatores. A chave para evitar esse envelhecimento da pele é investir no Novellus Skincare, um produto inovador que é a solução para uma pele jovem e bonita.

O NOVELLUS SKIN CARE TRAZ
COMO BENEFÍCIOS:



1) Diminui o aspecto de rosto cansado: A fórmula do produto traz um aspecto mais jovem.

2) Diminui as olheiras: Restaura e hidrata a pele, diminuindo o inchaço.

3) Hidrata mais a Pele: Os ingredientes ativos do produto tonificam a pele e propiciam maior hidratação.

4) Reduz a aparência de rugas: O colágeno e a elastina ajudam a manter a estrutura.


SATISFAÇÃO GARANTIDA
OU O SEU DINHEIRO DE VOLTA


Se por algum motivo você não ficar satisfeita com o Novellus Skin, devolvemos 100% do seu dinheiro! O Novellus Skin é certificado pela anvisa de acordo com as normas da agência nacional de vigilância sanitária.



QUERO MINHA COMPRA GARANTIDA


terça-feira, 27 de junho de 2017

Qual é a diferença entre menopausa e climatério?

12:00
Menopausa e climatério

Afinal qual é a diferença?

Confundir menopausa com climatério é muito comum. Afinal, são dois termos “irmãos”, que se referem à mesma fase da vida da mulher, mas servem para designar momentos diferentes desse processo.

Segundo o ginecologista e obstetra Luciano de Melo Pompei, diretor-secretário da Comissão de Climatério da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), a menopausa é a última menstruação, que geralmente ocorre por volta dos 50 anos. Com a chegada da menopausa, a mulher já não pode mais engravidar de forma natural – é o fim de seu tempo reprodutivo.

 Powr Goji


Já o climatério é o conjunto de sintomas que surgem antes e depois da menopausa, causados, principalmente, pelas variações hormonais típicas desse período, e que podem ocasionar uma série de flutuações no ciclo menstrual. Nessa fase de transição, é comum que as menstruações fiquem mais espaçadas. Por isso, a menopausa só é “diagnosticada” após a mulher passar pelo menos 12 meses sem menstruar.

Apesar de ser mais comum perto dos 50 anos, é normal que a menopausa ocorra um pouco mais cedo, aos 40. Antes disso, diz o médico, é precoce. E quando ela ocorre bem depois dos 50 anos, é considerada tardia.





Características do climatério incluem baixa produção de hormônios

Com o fim da menstruação, há uma diminuição na produção dos hormônios sexuais femininos, o que pode resultar em uma série de mudanças no corpo da mulher, sentidas a curto, médio e longo prazos.

No curto prazo, diz o especialista, a aproximação e a chegada da menopausa podem causar calor, alteração no humor – com possíveis episódios de irritação e depressão -, tontura, dor de cabeça e baixa libido. A médio prazo, além da diminuição do desejo sexual, pode ocorrer também atrofia urogenital, com o afinamento e o ressecamento da mucosa que reveste a vagina, causando, em muitos casos, dor durante o sexo.

 Max Amora

A longo prazo, pode haver uma maior propensão não só à osteoporose, mas também a doenças cardiovasculares, pois um dos hormônios sexuais femininos, o estrogênio, protege o coração e os vasos sanguíneos das mulheres. Com a produção deste hormônio em queda, essa proteção natural diminui.

Pompei esclarece ainda que o climatério é um fenômeno natural, que ocorre com todas as mulheres. E que a maior parte delas, cerca de 80%, apresenta sintomas em menor ou maior intensidade.

Consequências do climatério devem ser tratadas caso a caso

Por essa razão, é importante ressaltar que cada paciente deve ser avaliada individualmente. Não há um tratamento único para as possíveis consequências do climatério, pois as reações à baixa hormonal variam. A atenção individual é necessária não apenas para determinar o tratamento melhor e mais seguro, mas ainda para verificar sua aceitação.



O ginecologista explica que a reposição hormonal é o tratamento mais utilizado. Entretanto, é necessário avaliar se não existem contraindicações, como histórico de câncer de mama e de endométrio. Ou, ainda, uma limitação relativa, como a trombose.

Para esses casos, afirma Pompei, existem outros tratamentos eficazes sem a utilização de hormônio.

Outra opção é o tratamento com fito-hormônios, que são de origem vegetal e têm composição parecida com a das substâncias produzidas pelo organismo. No entanto, apesar de terem ação similar, eles são, geralmente, menos potentes, e também apresentam contraindicações e efeitos colaterais. Por isso, só o médico pode prescrevê-los, alerta o especialista.

Hábitos saudáveis podem amenizar climatério

Segundo o ginecologista, pesquisas indicam que um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada, exercícios regulares e lazer, pode aliviar os sintomas do climatério – que além de serem causados pelas variações hormonais, também são fortemente influenciados pelo nível de estresse.

Uma providência que a mulher deve tomar o quanto antes é evitar o tabagismo. O hábito, além de causar uma série de doenças cardiorrespiratórias e câncer, pode antecipar a ocorrência da menopausa em um a dois anos.

 Max Amora


A atividade física e a ingestão de alimentos ricos em cálcio ajudam a mulher a alcançar um maior pico de massa óssea na juventude, o que pode funcionar como uma espécie de reserva para minimizar a osteoporose. O desenvolvimento e o agravamento da doença, que causa perda gradual de massa óssea, aumentando o risco de fraturas, podem acontecer em decorrência da menopausa.

Porém, ressalta Pompei, é fundamental que haja um acompanhamento médico global, pois além da parada na produção de certos hormônios, existem outros fatores que levam ao surgimento do problema.

Segundo o especialista, a idade e a herança genética também influenciam. Aliás, a osteoporose deve-se em cerca de 60% ao aspecto genético.

(Fonte: Manual de atenção à mulher no climatério/menopausa: portal.saude.gov.br/)


 Lift